dezembro 3, 2016
Flash Cart para Neo Geo AES

Esse é o flash cart que eu mais aguardava, confira os detalhes no DGDC NEWS!

» Leia mais
The Park

The Park é um jogo de horror em primeira pessoa que se passa em um parque de diversões. Uma história perturbadora perfeita para o Halloween.

The Park

Terror Psicológico!
Magnificamente escrito por ED! em 01-11-2015! Uuhuuu!

A última vez que estive em um park de diversões foi em 2013. E não foi nada como o Atlantic Island Park e agora eu quero meu dinheiro de volta. Nesse Halloween eu tinha uma vasta seleção de jogos de terror para jogar, mas para o post dessa semana fui compelido pela combinação de parque de diversões com terror psicológico que The Park oferece.

O Começo

Nos primeiros momentos do jogo vemos Lorraine conversando com seu filho Callum no estacionamento do Atlantic Island Park. Ele perdeu seu ursinho de estimação e ela se oferece para encontra-lo. Enquanto Lorraine busca ajuda, ele escapa para dentro do parque. E esse meus amigos, é o último momento sano do jogo.

The Park

A história

A princípio parece ser o caso de uma mãe procurando o filho desaparecido em um parque de diversões. Mas logo nos primeiros minutos o jogo toma um rumo para lá de sombrio e não para mais. Não quero contar spoilers, mas posso dizer que o jogo é cruel, lida com temas adultos e perturbadores, e apesar do clima sobrenatural anda lado a lado com a realidade.

The Park

Como é jogar The Park

O jogo se passa sob o ponto de vista de Lorraine, e a melhor maneira que posso pensar de definir The Park é dizer que é um jogo, mas vai além, é de fato uma experiência de terror psicológico. Ele segue a linha de outros jogos no mesmo estilo como The Vanishing of Ethan Carter e Gone Home, você explora os locais, interage com objetos e assiste a história se desenrolar através de notas, documentos, narrações e outras cenas. Uma outra ação que passa quase como um detalhe mas que ajuda muito na atmosfera do jogo é que Lorraine pode chamar pelo Callum enquanto caminha, e o tipo de chamado varia de acordo com o clima da situação, foi uma sacada bem legal que contribui bastante com a atmosfera sombria do jogo.

The Park

The Park é daqueles jogos que merecem ser jogados no escuro e com headphones. É muito bonito, faz ótimo uso da engine Unreal 4, e a construção do parque é cheia de detalhes. Andar nas atrações que vão de roda gigante a montanha russa é muito divertido, e momentos reveladores da história são contados dentro delas. É um jogo intenso, porém curto. Jogando sem pressa em duas horas dá para terminar. Mas a curta duração não deixa aquela impressão de que faltou contar alguma coisa, porque a história termina bem resolvida.

Quem fez

The Park foi programado e distribuído pela Funcom. Curiosidade, The Park faz parte do universo de um outro jogo chamado the secret world do qual eu nunca havia ouvido falar nada a respeito.

Interessou?

Aproveitem os descontos por conta do Halloween, The Park está disponível no Steam, Humble Bundle, GreenManGaming e diversas outras lojas.

Você chegou até aqui, e agora?

Apertador de verdade não lê uma materiazinha e vaza! Tem muito mais coisa para fazer. Você pode:

Seguir o Aperte nas redes socias ajuda muito! Grato!

Sugerir o tema da próxima matéria

E se eu usar sua sugestão você vai ser recompensado. Você pode enviar sua sugestão aqui.

Participar da Promoção que o aperte fez com a warpzone

A warpzone é a maior publicação retrogamer do Brasil! Que tal ganhar R$100 + frete grátis para gastar na Loja Warpzone? Promoção por tempo limitado! Participe, é moleza! Saiba como aqui.

E ainda ler um monte de outras matérias:

© 2014-2016 Aperte-Start.Net • SITE DESIGN: EDPEIXOTO.COM
FECHAR