dezembro 3, 2016
Flash Cart para Neo Geo AES

Esse é o flash cart que eu mais aguardava, confira os detalhes no DGDC NEWS!

» Leia mais
POR QUE VISUAL 8-BIT AINDA EXISTE?
O estilo de visual 8-bit resiste ao tempo e não dá sinais de ir embora, qual será o motivo dessa popularidade toda?

POR QUE VISUAL 8-BIT AINDA EXISTE?

Um estilo que não quer morrer
Magnificamente escrito por ED! em 11-01-2017! Uuhuuu!

Amigos apertadores, fui pego de surpresa com a notícia que vem um novo Double Dragon por aí! Que notícia mais linda de morrer! E Double Dragon IV chegará com gráficos estilo Nintendinho! Pura sedução!! Eu acho pelo menos.

Mas muitos não entenderam o por que dessa escolha. Por que gráficos do Nintendinho e não do SNES ou Arcade? Eu penso que foi porque é a sequência lógica do Double Dragon III do Nintendinho, simples assim. DD3 no arcade é um jogo diferente, responsável inclusive pelo que podemos chamar de previa de micro transações, já que para aprender novos golpes era necessário compra-los usando dinheiro de verdade, que tal? Outros jogos da franquia não são sequências diretas, mudando até o estilo de jogo, Double Dragon passa a ser um jogo de luta, WTF.

Mas em plena era 4K eu estou muito mais excitado e com meus mamilos eretos pelo Double Dragon IV estilo 8-bit do que pelo próximo God of War que deve rodar em 4k no Playstation Pro Ultra Mega Blaster.

Por que será que o estilo 8-bit de mais de 30 anos de idade se mantem charmoso e relevante mesmo quando confrontado com o todo poderoso 4k? Hoje o papo é sobre isso, por que visual 8-bit tem apelo até hoje?

Não muito técnico

Para fazer sentido essa conversa preciso estabelecer mais ou menos o que é cada coisa, mas não quero entrar em muitos detalhes técnicos até porque sabemos dos limites da minha inteligência.

Afinal o que é um bit?

Pense em bit como um slot para guardar uma informação. E essa informação é um valor binário que pode ser zero ou um. Então:

1-bit = 2 valores possíveis (ex: 0)
2-bit = 4 valores possíveis (ex: 01)
4-bit = 16 valores possíveis (ex: 0101)
8-bit = 256 valores possíveis (ex: 01010101)

Dá para concluir que bit não é um termo gráfico, é simplesmente uma forma de armazenar informações.

Então por que 8-bit é considerado um estilo visual?

O Nintendinho é o responsável pelo ressurgimento dos videogames pós crash e quando o termo 8-bit aparece, em geral é ao Nintendinho que estão se referindo. O fato do Nintendinho de ser um console 8-bit coloca um limite no que ele pode fazer e no tipo de imagem que consegue gerar. Quantidade de cores, resolução de tela e poder de processamento, tudo isso tem impacto no estilo visual dos jogos, e é algo muito característico, não tem como confundir. Com o tempo o termo 8-bit ficou associado a esse tipo de visual, e quando alguém fala em jogo estilo 8-bit, já dá para saber o que esperar. Então com isso entendido, por que será que na era de gráficos 1080p e 4k, o visual 8-bit ainda tem vez?

Os números não mentem

Tem quem ache que estamos vivendo a era dourada dos games. Eu não discordo. Mas também não concordo 100% com esse argumento. Jogos modernos chegaram ao status de filmes, orçamentos gigantescos, elenco de atores profissionais, tecnologia explodindo e muita grana envolvida. E quando tem muito dinheiro envolvido o jogo muda. As produtoras arriscam muito menos e como consequência a inovação sofre e temos cada vez mais do mesmo. O reflexo disso é o baixo surgimento de novas franquias, jogos anuais e repetição de fórmulas de sucesso.

E como tudo na vida que é repetido a exaustão cansa, certos segmentos de desenvolvedores querem fazer coisas diferentes nem que seja somente para refrescar as ideias ou pelo prazer de fazer, sem aquela pressão enorme por resultados vinda de investidores. E aí surgem os jogos independentes ou de baixo orçamento. Jogos mais simples, mas que divertem. Como era na época do Nintendinho. Aí você vai dizer “Pow ED, Nintendinho de novo?” e eu vou te dizer “Sim!”.

Consultando os anais da very very deep web encontrei alguns números interessantes. Em 2016 a média de idade dos jogadores de vídeo game é de 35 anos, e em média cada jogador tem 13 anos de jogatina nas costas. Pense comigo, um jogador de 35 anos nasceu em 1981. Isso significa que quando ele tinha 6-7 anos ele viveu a era do Nintendinho no auge.

A força da nostalgia é forte nesse galera. Como consequência, isso quer dizer que de fato existe uma audiência e demanda de mercado para esse tipo de jogo. Logo tem dinheiro a ser feito aí, então além de nostalgia e saudosismo, faz sentindo econômico o ressurgimento de tantos jogos no estilo 8-bit.

Popularidade

Jogos retros estão tão populares atualmente que até hardware (ainda que por emulação) anda vendendo como água no deserto. O Nes Classic Edition virou sonho de consumo, mais de 200 mil unidades vendidas só nos Estados Unidos e a demanda não para, feliz de quem conseguiu encontrar um para comprar, especialmente porque já existe uma forma de colocar mais jogos na sua memória interna.

Mas não é só a Nintendo que está curtindo o embalo retrogamer, em 2016 vários consoles voltaram a vida incluindo aí até um novo Megadrive (sem HDMI) que será fabricado pela Tec Toy, com a possibilidade de novos cartuchos também. E nessa até a nefasta Konami parece que tem planos de relançar um TurboGrafx-16 Mini ou algo do tipo. Digo nefasta Konami porque tenho uma relação de amor e ódio com ela. Amor por tudo que ela foi e significou no mundo dos games, e ódio pela tosqueira que ela é hoje em dia. Metal Gear Survive? WTF!

Conclusão

8-bit vai além de um estilo visual, representa uma época na qual jogar videogame era uma experiência muito diferente do que é hoje. Os jogos eram mais simples e desafiadores. Não haviam auto save a cada 5 segundos ou internet e jogatina online. Multiplayer era com seu amigo sentado ao seu lado no sofá da sala. Não havia DLC ou micro transações. Não havia espera para jogar, era ligar o vídeo game e se divertir.

E mesmo com todos os benefícios que a tecnologia trouxe aos jogos, o que o 8-bit representa é uma alternativa a tudo o que está aí. E com a idade média dos jogadores aumentando, a demanda por esse estilo de jogo não deve diminuir tão cedo.

E você amigo apertador, concorda comigo? Não? Deixe seu comentário e me conte o que pensa a respeito disso tudo.

Inté!

Você chegou até aqui, e agora?

Apertador de verdade não lê uma materiazinha e vaza! Tem muito mais coisa para fazer. Você pode:

Seguir o Aperte nas redes socias ajuda muito! Grato!

Sugerir o tema da próxima matéria

E se eu usar sua sugestão você vai ser recompensado. Você pode enviar sua sugestão aqui.

Participar da Promoção que o aperte fez com a warpzone

A warpzone é a maior publicação retrogamer do Brasil! Que tal ganhar R$100 + frete grátis para gastar na Loja Warpzone? Promoção por tempo limitado! Participe, é moleza! Saiba como aqui.

E ainda ler um monte de outras matérias:

  • Jorge Miashike

    Belo review, apertei o like e compartilhando em todas as redes.

    • ED!

      amiegan, assim esse velho coração hipertrofiado fica repleto de alegria kkk

  • Helder.

    eu acho que eu ri mais na hora que eu Li
    “Tio Bill entrou na câmara criogênica” hauiahauihauihaiuHIUAHIUAH.
    Muito bom o apontamento até mesmo porque os Japoneses com esse nacionalismo acabam deixando de participar de muitas coisas valorosas ao redor do Mundo.

    abraço Ed.

  • Juliano Coelho

    Quem manda ir na casa dia outros se achando…

© 2014-2016 Aperte-Start.Net • SITE DESIGN: EDPEIXOTO.COM
FECHAR