Por que a nostalgia está na moda?

1280 720 ED!

Deixa eu te perguntar uma coisa, em que ano você nasceu? Década 70? 80? 90? Muito provavelmente devem ter várias coisas da sua infância gravadas em granito na sua memória. Sabe aquele brinquedo, aquela comida ou aquele videogame que você jogava e de repente bate aquela saudade, aquela vontade de jogar novamente? Isso se chama nostalgia.

Estamos vivendo um momento especial para quem é nostálgico nos videogames. Vários jogos clássicos estão voltando e ganhando muita atenção na mídia. Olha só, Streets of Rage 4, Battletoads, Samurai Shodown, Shenmue 3, Metroid, Mega Man 11, isso só entre os que estão para chegar. Já chegaram King of fighters, Double Dragon 4, Strider, Ducktales, Castle of Illusion entre outros. Todos títulos bem conhecidos, mas tem muita coisa no cenário indie que está seguindo a mesma linha, como the Messenger, Dead Cells, Shovel Knight. Tem muita gente na indústria apostando forte na nostalgia. Tem muito dinheiro a ser feito nesse nicho para quem souber aproveitar.

Mas por que agora? Será pura coincidência? Muitas dessas franquias nostálgicas estavam abandonadas a duas, três décadas ou mais por suas desenvolvedoras. E estamos falando de franquias que eram importantes, na época eram os jogos AAA de muitas delas. E no entanto estavam completamente relegadas ao esquecimento. Eu penso que a razão para isso é o custo de produção elevadíssimo que o mercado impõe para quem quer acompanhar a tecnologia. Todo mundo quer ser GTA e Fortnite e faturar bilhões, mas poucos conseguem. E a consequência desse alto custo econômico para produzir um jogo para competir no mercado AAA é um freio na criatividade e na inovação. Repare que as últimas duas gerações de videogames, incluindo a atual, estão abarrotadas de remakes e remasters. E quando um jogo grande vende mal, geralmente o estúdio quebra. Não tem segunda chance. E aí vemos um ciclo interminável de jogos anuais. Assassins Creed, Battlefield, Call of Duty, Fifa…a lista é grande.

Aí pequenos estúdios que tentam ganhar espaço no mercado, ou os grandes que querem publicar jogos com baixo custo, mas com boa chance de sucesso encontraram na nostalgia o caminho das pedras para capitalizar suas franquias encalhadas. E de momento a mídia está de bem com a nostalgia, e também é certo que terá publicidade positiva além da boa vontade dos jogadores mais experientes…que já passaram dos 30….tiozão né….como eu.

Mas isso só a minha opinião e esse post tá terminando por aqui. Me conta aí nos comentários se a nostalgia é importante para você e se você vai pegar algum desses velhos jogos novos que estão para sair. Eu leio tudo e respondo. E se curtiu deixa aquele like e compartilha com os seus amigos.  E se você tem alguma  pergunta, sugestão de temas para os próximos posts, fica a vontade para comentar também.

Não deixe de se inscrever no nosso canal no youtube e de nos seguir no insta @apertestartoficial.

Eu sou o Ed, e até amanhã.