dezembro 3, 2016
Flash Cart para Neo Geo AES

Esse é o flash cart que eu mais aguardava, confira os detalhes no DGDC NEWS!

» Leia mais
Brasil Game Show 2016
Da esquerda para direita Patrick, Gilão @gilaobr , Micael @elementoxbr , Godoy @vgdbbr , ED! (Eu) @apertestartnet, Jorge Miashike e Sandro Chaoling, parte da equipe do VGDB que fez a cobertura da Brasil Game Show 2016 no primeiro dia do evento. #vgdbnabgs

Brasil Game Show 2016

O maior evento de games da américa latina
Induzido por ED! em 02-10-2016! Uuhuuu!

Salve Galera! Esse ano eu tive a honra e o imenso prazer de fazer a cobertura da Brasil Game Show 2016 como parte da equipe do VGDB (Vídeo Game Data Base), projeto do meu chapa Edson Godoy.

Por questões logísticas pude participar apenas do primeiro dia, mas tirei o máximo de proveito que pude de tudo. Grandes amigos reunidos de todas as partes do país em um evento gigante como esse dedicado aos games, foi épico e inesquecível.

Brasil Game Show 2016 – O Evento

A primeira coisa a se destacar é que o evento mudou de local e foi para o enorme São Paulo Expo na região da rodovia dos imigrantes em São Paulo. Ótima estrutura, transporte gratuito de e para o metrô Jabaquara, ampla sala de imprensa conectada e abastecida com bebidas e comidinhas a vontade. Diferente do ano passado, deixei tudo para última hora e até a credencial de imprensa imprimi na entrada do evento, e tudo ocorreu sem problemas.

Disse que o São Paulo Expo é imenso e não é exagero. Foram corredores amplos e abarrotados de expositores. Ótimo para caminhas e queimar umas calorias. Muitas conferencias, muitas coisas para ver e meu tempo contadinho. Deixo aqui minhas breves impressões sobre a feira.

As conferências

Metal Gear Survive – A Konami vem dando bola fora faz tempo, e depois de toda confusão envolvendo a saída do Kojima da empresa ficou muito estranho anunciar logo de cara um novo jogo da franquia Metal Gear. Especialmente por se tratar de um jogo de baixo orçamento e fugir completamente da essência de espionagem da série. É um shooter de zumbis genérico “no mundo de Metal Gear”. O vídeo de demonstração do jogo estava ok, mas não consigo para de me perguntar qual o sentido da existência desse título. Ainda destaco a precariedade da apresentação, já que o gerente de produto do Metal Gear não estava presente devido à falta de visto de entrada no Brasil. Quem fez a breve apresentação foi o gerente de produtos do PES, que claro não sabia muita coisa a respeito de Metal Gear. Resumindo, tem tudo para ser outra bola fora da agora odiada Konami.

PES 2017 – Já digo logo de cara que não jogo PES ou FIFA. Mas lá estava eu. A apresentação foi basicamente vídeos e slides de Power Point. Precário? Sim. Mas não me desagradou o que foi apresentado. Destaco a novidade de poder jogar com os grandes jogadores de todas as épocas nos times, incluindo aí Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo e cia limitada e parcerias exclusivas com times brasileiros.

The Last Guardian – Eu era um que estava no hype do jogo e tive a chance de assistir quase 30 minutos de um demo jogável. Decepção? De jeito nenhum. Eu particularmente curto bastante jogos que criam um clima de solidão e achei tudo que vi interessante. Mas não tenho que ser realista. O jogo que está a mais de uma década em desenvolvimento tem uma cara defasada em todos os aspectos, visualmente parece um jogo de início da era PS3 rodando a 30 FPS e texturas em baixa resolução. É um jogo single player baseado em puzzles. Eu curto. Mas acho que dificilmente vai cair no gosto das massas. Definitivamente uma experiência única, mas de nicho. Na BGS anunciaram a data de 25 de outubro para lançamento, mas já foi adiado mais uma vez. Impossível fazer jus ao hype, mas anda assim é um jogo que aguardo com boas expectativas apesar de toda defasagem.

Resident Evil 7 – Não tenho PS4 em casa ainda, essa foi minha chance de jogar a demo de Resident Evil 7. Sou fã de longa data da série, que vem de altos não tão altos assim e baixos bem baixos. Estou falando de Resident Evil 6, um dos piores, senão o pior jogo da série na minha humilde opinião porque abandonou o terror para ser um jogo de tiro praticamente. A demo de Resident Evil 7, nesse ponto em particular está terror na veia! Sombrio, sangrento e violento. Muito mais que qualquer outro jogo dá série. A franquia Resident Evil tem aquele jeitão de filme B de terror, daquele que assusta, mas é um assustar quase que engraçado. Já a demo de RE7 está mais para o massacre da serra elétrica, é um terror mais sério, visceral. Eu gostei. Mas também foge bastante da essência da série. Muda a perspectiva do jogo para primeira pessoa e no pouco tempo que tive para testar não vi nada relacionado a história central da franquia, então me parece ser ou um reboot ou um jogo diferente com o nome Resident Evil estampado nele. Qualquer que seja o caso, me agradou e estou na expectativa também.

Considerações Finais

Essa foi minha segunda BGS. Comparando com 2015 foi um evento completamente diferente. Muito melhor. Tive muito menos tempo para ver as coisas, saí sem apreciar pelo menos metade do que a feira tinha para mostrar. Mas fui com o objetivo de fazer a cobertura com o VGDB, e nesse sentido foi maravilhoso. As amizades, a galera reunida, foi massa demais e apesar da correria me diverti horrores, conheci muita gente, fiz muitos amigos e certo que ano que vem tem tudo para ser melhor ainda.
Para uma cobertura mais ampla do evento, dá uma passadinha no VGDB, tanto no site para as matérias quanto no youtube para os vídeos porque a cobertura do evento foi excepcional, um trabalho primoroso de todos.

E por último deixo aqui um bate papo incrível que tivemos na sala de imprensa no encerramento do primeiro dia do evento. Só os feras conversando sobre a BGS e eu humildemente participando ali no meio, com Sandro Chaoling (canal JogaNerds), Celso Affini (Defenestrando Jogos), Juan (SnesTalgia), Vitor Issui (Poeira Jogos), Jorge Miashike (Diário de Guerra do Colecionador, Brazucagamer), Tranka (Tranka Street), Edu Peixoto – ED! (Aperte-Start.net), Leandro Vallina (Filmes e Games) e Rodrigo Vigia – Jogatinas Saudáveis, todos em um só vídeo. Forte abraço!

Você chegou até aqui, e agora?

Apertador de verdade não lê uma materiazinha e vaza! Tem muito mais coisa para fazer. Você pode:

Seguir o Aperte nas redes socias ajuda muito! Grato!

Sugerir o tema da próxima matéria

E se eu usar sua sugestão você vai ser recompensado. Você pode enviar sua sugestão aqui.

Participar da Promoção que o aperte fez com a warpzone

A warpzone é a maior publicação retrogamer do Brasil! Que tal ganhar R$100 + frete grátis para gastar na Loja Warpzone? Promoção por tempo limitado! Participe, é moleza! Saiba como aqui.

E ainda ler um monte de outras matérias:

  • Jorge Miashike

    Belo review, apertei o like e compartilhando em todas as redes.

    • ED!

      amiegan, assim esse velho coração hipertrofiado fica repleto de alegria kkk

  • Helder.

    eu acho que eu ri mais na hora que eu Li
    “Tio Bill entrou na câmara criogênica” hauiahauihauihaiuHIUAHIUAH.
    Muito bom o apontamento até mesmo porque os Japoneses com esse nacionalismo acabam deixando de participar de muitas coisas valorosas ao redor do Mundo.

    abraço Ed.

  • Juliano Coelho

    Quem manda ir na casa dia outros se achando…

© 2014-2016 Aperte-Start.Net • SITE DESIGN: EDPEIXOTO.COM
FECHAR